XXVII Encontro de Casais

O auditório da Fundação Tiradentes recepcionará, no dia 10 de novembro, às 17h, o início do XXVII Encontro de Casais com Cristo da Polícia Militar de Goiás. O encontro está marcado para ocorrer até o dia 12 de novembro em local escolhido pela organização, que seguirá sob sigilo para expectativa dos participantes. O evento religioso é uma iniciativa da Capelania Militar e conta com o apoio da Fundação Tiradentes.

O tema escolhido para a edição deste ano é “O Senhor é meu Pastor e Nada me Faltará!”. Ao todo serão disponibilizadas 30 vagas que deverão ser preenchidas preferencialmente por militares. As vagas remanescentes serão ocupadas por pessoas da comunidade. A Ficha de Inscrição, que está ao final desta página, deve ser impressa, completada e enviada no e-mail eccpm@hotmail.com.

Serviço: XXVII Encontro de Casais com Cristo

Data: 10 a 12 de novembro de 2017

Recepção: sexta-feira, 10 de novembro, às 17h, no auditório da Fundação Tiradentes, situado à Avenida Contorno, nº 2.185, Setor Central, Goiânia (GO).

Valor do investimento: R$ 50,00 (cinquenta reais)
Militares são isentos do investimento
Quantidade de vagas: 30 (trinta)
Público: Policiais militares e dependentes
Download da Ficha de Inscrição

Contato com a coordenação do evento:

Carlos Vieira de Brito – Cel QOPM R/R: (62) 99977-1280
Wesley de Castro – 1º SGT: (62) 99941-7784
Luciana de Castro: (62) 98194-7094
Sérgio Divino dos Santos Lisboa: (62) 99955-3334
Eleuza Santiago: (62) 98606-4819

Mensagem da equipe organizadora:

Encontro de Casais com Cristo nasceu em 1970, na cidade de São Paulo-SP, através do Padre Alfonso Pastore, e hoje está em todo o Brasil. Referido Padre, trabalhando nos movimentos familiares, sentia o vibrar dos lares de fé e sofria com o drama da maioria dos lares desajustados, sem paz, carentes de uma orientação mais profunda, de algo que os fizessem viver melhor, com esperança e amor. Tendo como objetivos primordiais, à evangelização e o despertar para uma melhor vida familiar e comunitária, preocupando-se com os valores cristãos, tais como: gratuidade, o bom relacionamento entre pais e filhos, e o mais importante, a ORAÇÃO.

No Estado de Goiás o ECC foi realizado primeiramente na cidade de Morrinhos. Em Goiânia, iniciou pela Catedral Metropolitana, a qual se responsabilizou em expandir inicialmente pela Paróquia Santo Antonio, no Setor Pedro Ludovico, e Matriz de Campinas e depois por toda a Arquidiocese.

Na Polícia Militar, em 1992, Marlene e o então Cap Brito (Cel QOPM R/R Carlos Vieira de Brito) foi o casal encarregado de implantar o encontro de casais, devidamente orientado e apoiado pelo então Comandante-Geral da PMGO, Cel QOPM Joneval Gomes de Carvalho e sua esposa, Maria das Graças. O 1º Encontro de Casais da Polícia Militar aconteceu nas instalações da Academia de Polícia Militar e teve a participação de 44 casais. Naquela oportunidade várias Paróquias ajudaram na realização do ECPM. Inclusive, o ECPM é aberto para casais que não são militares, pois graças a essa ajuda das Paróquias de Goiânia e, hoje, de Aparecida de Goiânia, o ECPM se mantém firme.

Com a criação do ECPM foi possível organizar e realizar o Encontro de Amigos da Polícia Militar (ENCAMP) e o Encontro de Jovens da Polícia Militar (EJPM)

O encontro de casais é um serviço da Igreja Católica que tem como missão a evangelização das famílias, dando a elas condições de reflexão para melhor harmonia dentro dos lares e, em contrapartida, o policial militar irá para o serviço mais preparado psicologicamente, tendo em casa uma família mais organizada e preparada para o mundo e, como pilar de sustentação, JESUS CRISTO, que é o Caminho a Verdade e Vida.

Neste ano de 2017 realizaremos o XXVII ECPM. Um momento de alegria para todos os católicos verem suas famílias com condições de estudar para ter uma melhor convivência entre marido e mulher, e com os filhos.

CARLOS VIEIRA DE BRITO – CEL QOPM R/ Presidente

“Deus cativa aos poucos e não violenta ninguém.
A conversa é um processo que necessita da comunidade – da oração e da palavra.
E, ao se tratar de casais, o engajamento produtivo e santificador há de ser feito sempre a dois”. (Pe. Alfonso Pastore)