Fundação Tiradentes apresenta Balanço Social a associações de Classe

Balanço 4A manhã desta sexta-feira, 24, foi um novo marco no processo de consolidação da transparência da Fundação Tiradentes, que caminha para disponibilizar nos próximos dias um espaço destinado à consulta dos seus dados pelos beneficiários e sociedade em geral. Foi apresentado a todas as associações ligadas aos policiais militares, e parlamentares da classe ou que têm apoiado as causas dela, o Balanço Social 2016 da instituição.

O referido balanço será disponibilizado em meio digital nos próximos dias no campo Transparência do portal institucional, reunindo dados importantes da organização. A Fundação Tiradentes tem passado por processos de modernização e refinamento dos seus processos, o que permite um demonstrativo mais pontual e claro dos investimentos realizados nos oito programas que mantém, voltados a policiais militares da ativa, inativos e pensionistas. No ano passado, por exemplo, a instituição aplicou R$ 17 milhões no custeio destes programas.

A apresentação de uma síntese do balanço – que foi entregue também em cópia impressa aos representantes classistas e parlamentares -, foi realizada pelo Diretor-Presidente da Fundação Tiradentes, Tenente-Coronel Cleber Aparecido Santos. Ao final, ele abriu para a participação dos presentes, que contou com sugestões de interesse do efetivo em ação, assim como para assistência social e reconhecimento da classe.

Os presentes foram unânimes em elogiar a instituição pela forma clara e os argumentos usados para demonstrar com o que está gastando e os motivos. Esta foi a segunda rodada, no mesmo mês, em que os dados sobre as atividades da Fundação Tiradentes no exercício de 2016 foram apresentados pela instituição. Na sexta-feira, 10, houve apresentação dirigida aos coronéis da Polícia Militar de Goiás, com a presença do Subcomandante-Geral, Coronel Carlos Antônio Borges, membro do Conselho de Curadores da Fundação.

Na apresentação desta sexta, estavam presentes os vereadores militares Cabo Senna, que representou a União dos Militares (Unimil), e Sargento Novandir,  a vereadora Sabrina Garcês, apoiadora da Faculdade da Polícia Militar (FPM), projeto da Fundação; e os presidentes: da Associação de Subtenentes e Sargentos (Assego), Subtenente Luís Cláudio Coelho de Jesus; da Associação dos Oficiais BM e PM (Assof), Tenente-Coronel Alessandri da Rocha Almeida; da Associação dos Oficiais da Reserva (Aofmil), Coronel Luiz Gonzaga Carneiro; da Associação dos Militares Inativos, Cabo Pedro Fernandes de Araújo; além do representante do Deputado Estadual Major Araújo, Major Vilmar Constantino da Silva; da Associação das Pensionistas BM e PM (APPB), Homero Homem Souza Campos, Petronília Pires da Costa e Cleonice Araújo; da Associação dos Policiais e Bombeiros Militares (APBM), Pedro Paulo Mamede, mais os Tenentes-Coronéis Ubiratan Reges de Jesus, Diretor Administrativo da FPM e Waldemar Naves do Amaral, Diretor Acadêmico da FPM, e Décio Fernandes de Faria, do 30º BPM, e gerentes da Fundação.

O próximo passo agora é dar alcance aos mesmos dados em forma digitalizada para que os beneficiários tenham acesso remotamente às informações da Fundação Tiradentes.

 

 

 

Além disso verifique

Centro Odontológico divulga dia de inscrição para militares da ativa

O Serviço Odontológico da Polícia Militar de Goiás compartilha nova data para inscrições em lista ...