Instituições apresentam resultados do Programa de Prevenção em Saúde e Qualidade de Vida

IMG_4381Representantes da Fundação Tiradentes e entidades representativas de classe da corporação se reuniram na manhã do dia 03, com o CAPM – Comando da Academia de Polícia Militar para alinhamento sobre o Programa de Prevenção em Saúde e Qualidade de Vida (PPSQV). O programa tem sido desenvolvido na estrutura do CAPM, em parceria entre a Fundação e a Associação de Subtenentes e Sargentos (Assego).  Na oportunidade, os parceiros apresentaram os resultados obtidos desde outubro de 2016, quando iniciado o programa, e os novos desafios para aumentar os serviços ofertados.

No encontro, o Coronel Milson José Campos Salgado, Gerente Social da Fundação Tiradentes, destacou que, nesta parceria, o intuito é colaborar significativamente com orientações preventivas de saúde para o policial militar, como também aproximar os beneficiários da Fundação Tiradentes dos serviços de direito, de modo que possam conhecer e usufruir do atendimento prestado.

O CAPM reforçou a missão na formação dos policiais que passam pela unidade, assim como em cuidar do primeiro aspecto que é a saúde do policial militar para que este possa zelar por seu bem-estar e tornar-se apto a desempenhar sua função na segurança pública. Valorizou a condução do trabalho pelas instituições e garantiu o incentivo das atividades e suporte do Comando.

IMG_4368Para este ano, a expectativa é aumentar o número de atendimentos e agregar novas entidades ao programa, já demonstrado interesse por parte da Caixa Beneficente da PMGO e Associação de Cabos e Soldados, com representantes presentes na reunião.

O Programa

O PPSQV – Programa de Prevenção em Saúde e Qualidade de Vida oferece serviços assistenciais destinados a atender os policiais militares alunos de formação, aperfeiçoamento e estágios policiais subordinados ao Comando da Academia de Polícia Militar, na perspectiva da política de saúde integral das duas instituições.

Os serviços são:

Aferição de pressão arterial;
Aferição de glicemia;
Palestra sobre manejo de estresse;
Acompanhamento social;
Encaminhamentos diversos.

Resultados apresentados

Entre outubro de 2016 e abril de 2017 houveram 06 edições;
613 policiais militares atendidos, destes houveram 348 aferições de pressão arterial e 334 aferições de glicemia;
Foram constatadas 132 alterações como resultado dos exames;
83 casos foram encaminhados ao Cardiologista e 49 ao Endocrinologista.

Destaca-se que os exames não possuem caráter pericial, portanto, é uma opção do aluno.

Além disso verifique

Pós-graduandos da CIESP apresentam seus trabalhos no auditório da Fundação

A Fundação Tiradentes recebe o primeiro ciclo de apresentações dos Trabalhos de Conclusão de Curso ...